Parto Humanizado | O parto da alegria – São José dos Campos

Parto é alegria, também

Foi dela o primeiro parto que eu fotografei na vida, lá em outubro de 2013 (veja aqui), e foi dela o meu parto de número 50. Quase que não foi, pois tinha uma outra mulher com a DPP antes da dela, mas o universo sabe o que faz.

Não consigo encontrar palavras pra descrever o tanto que esse parto é importante pra mim, o quanto essa família é especial na minha vida, o tanto que os amo. Virei a fotógrafa da família, que honra. Que delícia acompanhar essa trajetória tão linda.

O vídeo já ficou famoso. Deixo aqui várias fotos do antes, com a doula a levando para atravessar a ponte, com o TP que começou já tarde da noite e com o nascimento.

Assistam aqui o link para esse vídeo lindo.

Parto Humanizado em São José dos Campos

 

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

 

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

Parto Humanizado em São José dos Campos

 

“Você será mãe por toda a vida…

Ensine as coisas importantes. As de verdade.

A pular poças de água, a observar os bichinhos, a dar beijos de borboleta e abraços bem fortes.

Não se esqueça desses abraços e não os negue nunca. Pode ser que daqui a alguns anos, os abraços que você sinta falta sejam aqueles que você não deu.

Diga ao seus filho o quanto você o ama. Sempre que pensar nisso. Deixe ele imaginar. Imagine com ele.

As paredes podem ser pintadas de novo. As coisas quebram e são substituídas. Os gritos da mãe doem para sempre…

Você pode lavar os pratos mais tarde. Enquanto você limpa, ele cresce.

Ele não precisa de tantos brinquedos. Trabalhe menos e ame mais.

E, acima de tudo, respire. Você será mãe por toda a vida.

Ele será criança só uma vez.”

Cristiane Pereira

Deixar um comentário?